Arquivo da categoria: Palavra

João Batista era Elias

 

Na conversa depois da Transfiguração, Jesus afirmou que “Elias já veio, e não o reconheceram”. “Então, os discípulos entenderam que lhes falara a respeito de João Batista” (Mateus 17:12-13). De fato, Jesus já havia dito que João cumpriu a profecia da vinda de Elias (Mateus 11:14; veja Malaquias 4:5).
A profecia de Malaquias é importante, porque mostra que Deus enviaria um mensageiro para preparar o caminho de Jesus. Mas, algumas pessoas dizem que João Batista era Elias reencarnado. Vamos ver a resposta da Bíblia a essa noção.
Devemos distinguir entre o sentido simbólico da profecia e a afirmação literal que o próprio João fez em outro lugar. João agiu do mesmo modo de Elias. Usava roupas de pêlos (Marcos 1:6; 2 Reis 1:8) e morava nos lugares desertos e afastados (Mateus 3:1; 1 Reis 17:2-6). Elias introduziu uma nova época de profecia, em que Deus julgou o povo rebelde e desobediente. João, também, introduziu uma época de nova revelação, em que o Filho de Deus veio para julgar o mundo. Mas, tudo isso não quer dizer que João era, literalmente, Elias. Quando os sacerdotes e levitas perguntaram para João: “És tu Elias? Ele disse: Não sou” (João 1:21). Ele afirmou que veio para cumprir algumas profecias do Velho Testamento, mas deixou bem claro que não era Elias.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A doutrina de reencarnação faz parte dos ensinamentos de diversas religiões, mas não se encontra nas Escrituras. A Bíblia afirma: “E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo….” (Hebreus 9:27). Depois da morte, vamos ser julgados por Jesus “segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo” (2 Coríntios 5:10). Observe que ele não falou “por meio dos corpos”.

Mais uma advertência: o problema maior da doutrina de reencarnação é a idéia de aperfeiçoamento através de várias vidas. Essa noção nega a doutrina bíblica de salvação pela graça de Deus (Efésios 2:8). Mesmo se fosse possível viver mil vezes, o homem não é capaz de se salvar sozinho. Dependemos da graça do Salvador.

Fonte: http://estudos.gospelmais.com.br/joao-batista-era-elias.html

Parte inferior do formulário

fonte

 

Quem é o Espírito Santo?

 

 

A paz do Senhor Jesus a todos. Hoje eu farei um breve estudo sobre o Espírito Santo.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

O Espírito Santo é uma Pessoa Divina.

O Espírito Santo não é apenas uma força ativa ou uma força impessoal, como dizem algumas religiões. Ele é a Terceira Pessoa da Trindade. Assim como uma Pessoa (Divina), o Espírito Santo tem vontade, tem inteligência, tem afeto e é capaz de ensinar.

1. O Espírito Santo tem vontade:

Em Atos 16:7 está escrito: “E tendo chegado diante da Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não lho permitiu”. Somente quem tem vontade, pode permitir ou não alguma coisa.

Em 1 Coríntios 12:11 está escrito: “Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer”. O Espírito Santo distribui os dons como quer, então, Ele tem vontade.

2. O Espírito Santo tem inteligência:

Em João 14:26 está escrito: “Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito”. Somente quem tem inteligência é capaz de ensinar.

Em João 15:26 está escrito: “Quando vier o Ajudador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que do Pai procede, esse dará testemunho de mim”. Somente quem tem inteligência é capaz de testemunhar a respeito de alguém.

3. O Espírito Santo tem afeto:

Em Efésios 4:30 está escrito: “E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção”. Somente quem tem afeto é capaz de se entristecer.

Em Isaías 63:10 está escrito: “Eles, porém, se rebelaram, e contristaram o seu santo Espírito; pelo que se lhes tornou em inimigo, e ele mesmo pelejou contra eles”. Contristar significa entristecer, causar tristeza.

4. O Espírito Santo é capaz de ensinar:

Em Lucas 12:12 está escrito: “Porque o Espírito Santo vos ensinará na mesma hora o que deveis dizer”. O Espírito Santo é uma Pessoa Divina e por ser uma Pessoa (e não apenas uma força ativa), Ele é capaz de ensinar.

5. O Espírito Santo é a mesma essência com o Pai e o Filho.

Ou seja, Ele é Deus assim como o Pai e o Filho. Em Mateus 28:19 está escrito: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”.

6. Ele procede do Pai e do Filho.

Em João 14:26 está escrito: “Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito”.

Em João 15:26 está escrito: “Quando vier o Ajudador, que eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que do Pai procede, esse dará testemunho de mim”.

7. Ele também se chama Espírito de Cristo.

Em Gálatas 4:6 está escrito: “E, porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai”.

Em Romanos 8:9 está escrito: “Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele”.

Como pudemos ver acima, o Espírito Santo é: Deus, A Terceira Pessoa da Trindade, O Consolador, O Ajudador. Ele é alguém que pensa, tem afeto, tem inteligência e é capaz de ensinar. Enfim, Ele é Deus Todo-Poderoso, assim como o Pai e o Filho. Espero que vocês tenham gostado deste breve estudo e até a próxima oportunidade, se Deus assim quiser.

Fonte: http://estudos.gospelmais.com.br/quem-e-o-espirito-santo.html

saiba.ganhar.presentes

A cara azeda com mal jeito, o sorriso amarelado pela frustração, os saltos indevidos, a risada indiscreta. Sejam porque são bons demais, porque são menos do que esperamos ou porque são exatamente o que precisamos, a verdade é que não sabemos ganhar presentes.

Quem jamais teve uma reação inesperada ao receber algo em uma data especial? Quem já não magoou o presenteador por uma cara de desgosto e quantos de nós já não nos magoamos sendo presenteadores? Quantos de nós não vimos ou sentimos na pele o embaraçoso momento do presentear, onde nunca o dar se aproximasse do receber em valor?

E hoje, meditando sobre alguns textos da palavra, pude perceber que não estamos sozinhos na triste função do presentear.  Na metáfora, usada pelo profeta Ezequiel, o Senhor passa por uma criança rejeitada, uma criança que não merece carinhos ou apreço e que é largada à beira da estrada e a acolhe, como que sendo sua, lhe dando tudo o que precisa para crescer saudável e próspera.

Num momento seguinte o Senhor encontra-se novamente com essa criança, que aqui representa o povo de Israel, ela já está adulta e o Senhor então lhe toma por esposa, lhe dando todo o amor e fazendo com ela uma aliança, dando-lhe roupas, jóias e tudo o que uma mulher precisa e deseja.

Mas a noiva não sabe lidar com os presentes que recebe:

Correu a tua fama entre as nações, por causa da tua formosura, pois era perfeita, por causa da minha glória que eu pusera em ti, diz o Senhor Deus. Mas confiaste na tua formosura e te entregaste à lascívia, graças à tua fama; e te ofereceste a todo o que passava, para serdes dele. Ez 16.14-15

A noiva, ao invés de ser agradecida por aquilo que havia recebido do Senhor, ao invés de honrá-lo com amor, dignificá-lo com sua companhia, usa todos os presentes para conseguir se aproximar de outros homens. É uma mulher que ao receber presentes do marido os usa para adulterar com outros homens.

E o mais triste dessa história é saber o quanto parece com nossas vidas.

Renegados, massacrados pela vida, expulsos do colo de quem amamos, nós chegamos ao mundo sofrendo. E o Senhor nos abraça. Ele nos dá todo o conforto e comodidade que precisamos para crescer. Nos capacita com dons e talentos para que saibamos sobreviver em dignidade e honra entre os homens, ajudando-os e lhes dando nosso braço de companhia, mas nós ferimos ao Senhor.

Ferimos quando não aceitamos quem somos e usamos aquilo que Ele nos deu para ferir nosso irmão, para gerar competições infundadas e crimes contra nossos iguais. Usamos dons musicais para shows de talento, utilizamos a profecia para gabar-nos de nós mesmos, usamos a liderança para ludibriar e roubar os que nos seguem.

Somos adúlteros.

Adúlteros porque entregamos o dom que o Senhor nos concedeu para ferir nosso irmão e assim, enquanto fingimos estar satisfeitos com o nosso Senhor, servimos a outro deus: nós mesmos. Adúlteros porque entregamos o melhor não a quem merece, mas o guardamos debaixo de nosso ego para satisfazer prazeres carnais como egocentrismo, luxúria, ganância e glutonaria.

E, ao sermos adúlteros, nos tornamos como aqueles que não sabem receber presentes. Talvez porque o queiramos por méritos e a Graça não nos seja compreensível. Talvez porque simplesmente somos maus e indignos.

Mas a verdade, apesar de tudo isso, é que o Senhor nos presenteou. Ele te deu a vida, a alegria do respirar e a esperança do amar e, mesmo que você não esteja sabendo lidar com esses presentes que Ele lhe deu, Ele deseja firmar com você uma nova aliança, agora que você já sabe dos seus erros, uma aliança eterna (Ez 16.60).

Saiba ganhar presentes, aceite as bençãos de Deus em sua vida sem usá-las para ferir o próximo e assim, agrade aquele quem lhe proporcionou todas as coisas.

Que Deus o abençoe!

durante.a.incerteza

Onde você estará daqui a dez anos? O que você fará daqui a cinco anos? Hoje à noite, o que acontecerá em sua casa? Em cinco minutos, quem entrará pela porta ou ligará no telefone? E quando essas coisas acontecerem, o que você fará? E o que as consequências desses atos farão de sua vida?

Não sabemos o nosso futuro, não podemos entender o que nos acontecerá, porque nosso futuro é marcado por um número infinito de variáveis que podem alterar completamente nossos planos, desejos e ações. Não conhecemos o futuro, o que faremos dele e até mesmo o que desejaremos dele com o passar dos anos.

E, sem conhecer o futuro, como tomar decisões? Como planejar, como tentar seguir um rumo? Como responder aquela segunda pergunta em entrevistas que nos pergunta o que faremos daqui a alguns anos? Nós não sabemos, ainda que possamos desejar uma coisa ou outra, o que, com o tempo, muda.

Essa confusão nos ocupa durante grande parte de nossos dias. Como tomar decisões certas em um mundo incerto? Hoje, ao ler a Bíblia,  me deparei com uma realidade, que muitas vezes não nos damos conta.

Os passos do homem são dirigidos pelo SENHOR; como, pois, poderá o homem entender o seu caminho? Pv 20.24

Se eu, nesse exato momento, bater o dedo na quina da mesa isso pode me machucar, o que me fará ir até a farmácia para procurar remédio, que pode me tirar da sala e pode me fazer perder uma reunião, que pode me causar a demissão, que pode trazer uma oportunidade diferenciada em minha vida.

Esse simples exemplo demonstra que pequenas coisas podem mudar totalmente nosso futuro. Então como decidir o que acontecerá comigo? Na verdade eu não posso. Não tenho controle sobre o meu tempo, sobre minha vida e sobre a consequência de meus atos. Como dirigir meu próprio caminho, então?

Talvez essa fosse o pensamento do escritor deste provérbio, ele estava suscetível a diversas variáveis, que poderiam alterar seus rumos. Então se deparou com a verdade: ele não poderia controlar seu caminho, não poderia dirigir seus passos e nem entender o que aconteceria com ele, porque tudo poderia mudar, suas seguranças tornar-se-iam inseguras, seu propósito tornaria-se seu trauma, e assim suscetivamente.

Não temos uma visão do futuro, não podemos controlá-lo, então como confiar que nossos passos estão corretos? A única forma de termos essa certeza é temos o Senhor como Senhor de nossas vidas. Porque, se fizermos assim, teremos a consciência de que Ele é quem nos move, nos dirige, nos guia, porque Ele sabe o futuro e sabe como nos levar até um lugar tranquilo e de felicidade.

Por isso, se as coisas estão incertas, difíceis, se você tem medo de onde chegar com seus atos, lembre-se que não é você quem dirige sua vida, por isso descanse, pois aquele que dirige nossos passos conhece o futuro e nos levará a um lugar de paz, alegria e realizações.

Que Deus o abençoe!

reconheça.a.vida

Eu não penso em respirar, eu simplesmente respiro. O fato de eu respirar, encher e esvaziar os meus pulmões dando-me energia necessária, não é incomum, ainda que eu não pense sobre isso. Ainda que eu demore anos a perceber a minha respiração, em todos esses anos eu respirarei.

Mas o que acontece é que, ainda que eu respire sem consciência durante muitos anos, quando tomar consciência disso, quando reconhecer a minha respiração, farei o possível para melhorá-la e assim meus dias renderão mais, serão plenos em alegria e disposição.

Alguém que percebe aos vinte ou trinta anos que sempre teve um problema de respiração, se quiser viver melhor a vida, terá que mudar suas atividades, não porque sem elas não respirará, mas porque se as mudar, terá uma vida mais disposta, satisfeita e até mais eficiente, poderíamos assim dizer.

A respiração pode nos servir como ilustração para muitas coisas, mas o fato de reconhecê-la é emblemático em uma questão levantada em Provérbios:

Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas. Pv 3.6

Você pode estar vivo há muitos anos e talvez não ter percebido isso. Você pode ter passado por experiências incríveis, de tirar o fôlego, mas sem ter conseguido entendê-las. Você pode ter vivido momentos transcendentais, que a humanidade se tornou pequena ante uma visão, uma paisagem ou um momento, sem perceber o que era realmente aquilo.

E os momentos todos que passou não perdem valor por simplesmente você não entendê-los. Os momentos não deixam de ser mágicos ou transcendentais. Os momentos não deixam de ser românticos ou emocionantes. Mas o que acontece, se você não souber o que eles são, é que eles não te levarão a lugar algum.

Assim como notar nossa respiração nos ajuda a buscar uma melhor qualidade respiratória, notar Deus em nossas vidas nos ajuda a buscar uma vida mais plena e com sentido. Isso que significa que Ele endireitará as nossas veredas. Notar Deus em sua caminhada não fará talvez você mudar radicalmente, mas fará você mudar a sua percepção da vida radicalmente.

Todos os seus momentos mágicos, todo o perdão a receber e dar, toda a bondade, todo o amor, toda a fidelidade demonstrada, tudo terá um nome. Toda a intolerância com a injustiça, toda a busca pela paz, toda a busca por uma vida melhor, tudo terá um nome: Jesus Cristo.

Por isso eu não digo que se você não o reconhecer, se você não admitir que “respira” ,você deixará de respirar. O que digo é que sua vida não terá uma qualidade melhor e você não terá companhia na busca por paz, justiça, felicidade. Sua vida ainda não terá explicação, ainda que o inexplicável seja, em parte, participante de nossa jornada. Mas, ainda sem explicação, terá um nome: Jesus.

Reconheça a vida em sua vida, reconheça Deus em seu caminho, assim como um dia reconheceu sua própria respiração. Assim, seus caminhos se tornarão plenos, felizes e de busca por paz e justiça.

Que Deus o abençoe!

Fonte: pequenomestre.wordpress.com

amando.pra.começar

Pensamos muitos dias de nossas vidas sobre como vamos nos livrar de certos problemas, o que fazer, pra onde ir, como saber qual atitude tomar, como responder a certas argumentações e irritações, e nós não sabemos.

“Respondeu-lhe: A minha presença irá contigo, e eu te darei descanso.” (Ex.33:14)

Moisés nesse momento deveria estar muito desgastado, em palavras atuais, seu “Ministério” estava quase que indo por água à baixo, os homens haviam se tornado idólatras, uma grande chacina havia se iniciado no acampamento hebreu, homens morreram por suas atitudes que não vinham de acordo com a Palavra do Senhor, desonraram ao nome do Senhor e morreram por isso.
Moisés então, ao invés de se injuriar com o povo tomou uma atitude diferente, não se importando com o que fosse acontecer à sua vida, rogou a Deus que, se necessário que Deus o riscasse do Livro da Vida, para que sua família pudesse viver eternamente em seu lugar. É um belo exemplo de coisas que não vemos em nossa vida, e é assim que Deus quer que sejamos, que nos importemos mais com os outros do que conosco.
Jesus disse “A mulher, quando está para dar à luz, tem tristeza, porque a sua hora é chegada; mas, depois de nascido o menino, já não se lembra da aflição, pelo prazer que tem de ter nascido ao mundo um homem” (Jo.16:21), hoje pode parecer difícil amarmos à nossos irmãos, talvez porque suas ações não mereçam, talvez por terem sido injustos conosco, mas lembre-se do que Jesus disse nesse versículo, depois de haver realizado um ato de amor, mesmo com sofrimento, quando a recompensa vier, todo o sofrimento e tristeza será esquecida.
Lembre-se do que Deus te tem reservado, nenhuma aflição pode nos tirar do amor de Deus, só temos que nos render á Ele e tentarmos andar em seus caminhos, compreendendo e aceitando sua sabedoria e soberania.
A recompensa de Moisés foi o descanso em Deus e a presença de Deus e não há nada melhor do que essa recompensa. Ame a seus irmãos com sua vida, ame-os com tudo o que tem, e com todas as forças que possuir, Deus te recompensará e todo sofrimento será esquecido!

“Eu te amo, ó Senhor, força minha.” (Sl.18:1)

Fonte: pequenomestre.wordpress.com

ative.sua.salvação!

Existem alguns heróis de quadrinhos e até mesmo de séries televisivas que, para ativarem seus poderes, tem que dizer alguma palavra “mágica”, alguma palavra em especial, uma frase de efeito para que seus poderes funcionem, outros não precisam dizer, mas falam mesmo assim para ter aquele efeito visual quando forem fazer alguma coisa.

Um desses personagens é o Shazam, ele é um garoto franzino e normal, com nada de especial, mas quando vê alguma situação que precise de sua intervenção ele abre a camisa e diz “Shazam!”, então se transforma em um enorme herói, disposto a salvar o mundo.

Outros personagens que agem da mesma maneira é o He-Man e a She-ra, que são primos, segundo a história da tv, eles quando vêem alguma situação de perigo dizem “pelos poderes de bla bla bla, eu tenho a força!”, então eles se transformam em guerreiros.

Mas qual a importância de dizer? Qual a importância de falar o que vai fazer, o que isso muda? Porque o Homem-Aranha fica falando o tempo todo, discutindo consigo mesmo? Porque os heróis tem que falar algo para terem forças para lutar?

Porque até mesmo os heróis dos quadrinhos, os heróis da TV tem medo, eles mesmo com seus super-poderes, tem dificuldades e situações que acham que não irão conseguir enfrentar, então, ao dizerem as palavras “de efeito”para se lembrarem de quem eles são e quais poderes eles tem, e isso lhes dá força para lutarem na árdua batalha que entrarão.

Um exemplo disso é o super-homem, ele é forte, voa, é rápido, mas mesmo assim quando vai voar diz “para o alto, e avante!”, porque? Porque falando isso ele se lembra de seus poderes e lembra de que pode enfrentar a dificuldade que está se apresentando.

Meu irmão, hoje gostaria de te dizer algo que talvez você não tenha percebido. Você, quando aceitou a Cristo se tornou um super-herói!

Você talvez não voe, talvez nem ande sobre as águas como aquEle que nos chamou para esse trabalho, talvez você não suba pelas paredes, talvez você nem saiba falar direito, mas você tem um poder que poucas pessoas no mundo tem, você tem um poder que poucas pessoas até mesmo conhecem que se é possível ter.

Você tem um poder chamado: Salvação em Cristo Jesus.

Esse poder é um poder muito maior do que o do Super-homem, muito maior do que o do Homem-Aranha, muito mais eficaz que o cinto de utilidades do Batman e é muito, mas muito maior do que o Hulk.

Esse poder te dá algo que nenhum dos outros poderes te dá, esse poder te dá vida eterna, fato que todos os personagens de quadrinhos almejam ter, mas não conseguem, que todos os vilões tentam tomar para si, mas não conseguem, você tem a vida eterna em Cristo Jesus!

Porém, mesmo com esse poder grandioso que nós temos, às vezes temos medo, às vezes nós enfrentamos dificuldades, assim como os personagens de quadrinhos nós enfrentamos batalhas diárias, batalhas que achamos que não vamos vencer, batalhas que, por mais que saibamos que temos a vida eterna, nós nos sentimos acuados.

E o que fazer? Como enfrentar isso?

Paulo nos dá uma dica:

“ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor, pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo com a boa vontade dele.” Fl. 2:12b-13

Temos que por em ação a Salvação, temos que ativar a nossa Salvação!

Assim como um personagem dos quadrinhos e da TV nós temos que nos lembrar de quais poderes nós temos, nós temos que nos lembrar do que temos em nós, nós temos que nos lembrar que temos a Salvação em Cristo e isso é o suficiente para vencermos qualquer dificuldade, porque, mesmo que morramos, estaremos com Cristo eternamente!

Então hoje, gostaria de te dar uma dica.

Quando você estiver com problemas, quando parecer que sua vida está acabando, quando aparentar que suas forças se acabarão, quando você não estiver mais agüentando, antes de sair para uma batalha, antes de começar a lutar, feche seus olhos e diga:

“Senhor Jesus, confio em Ti. Salvação, ativar!”

Quando você disser isso, assim como o Super-homem, assim como o Shazam, assim como os Super-gêmeos, você se lembrará dos seus poderes, você se lembrará que você é invencível através de Cristo Jesus e que nada pode te atingir e assim você conseguirá entrar na batalha.

Quando você disser isso você verá que a sua força está em Cristo Jesus, pois, como Paulo disse, Ele é quem opera em nós tanto o querer quando o realizar, Ele é quem nos dá os poderes para enfrentar as adversidades, é Ele quem nos dá ferramentas para destruir os inimigos e sairmos vitoriosos.

Confie em Cristo, ative sua salvação, porque assim você será sempre vitorioso, para a Glória do nome do Senhor Jesus!

Que Deus o abençoe!

Fonte: pequenomestre.wordpress.com

COLECIONANDO ÍDOLOS

“Quando clamares, livrem-te os teus congregados; mas o vento a todos levará, e a vaidade os arrebatará; mas o que confia em mim possuirá a terra e herdará o meu santo monte.”
Isaías 57.13

Os que adoram os ídolos e pedem a eles seus favores haverão de se decepcionar quando precisarem de algo. Segundo Isaías, existirá um dia em que procurarão a ajuda do Alto, e o Senhor lhes ordenará que busquem a coleção dos falsos deuses que criaram. Para Deus, é altamente repugnante o culto que alguém presta a qualquer ídolo.
Os ídolos nem sempre são imagens feitas de madeira, gesso ou de outro material, mas podem ser, até mesmo, pessoas usadas pelo Senhor. O perigo está em fazer de alguns pregadores o dono das respostas que precisam. Na verdade, eles são meros instrumentos do Altíssimo. Jamais dê a líderes que você respeita o louvor de alguma obra que ele tenha realizado. Adore ou agradeça somente ao Senhor.

As pessoas que criam seus ídolos e servem a eles serão levadas pelo vento, que sopra em qualquer lugar e vai para lugares incertos. Assim acontece com todos os que se afastam de Deus. Fique atento, pois há um exército de demônios os quais são especialistas em levar as pessoas a esse tipo de culto. Isso não é uma coisa simples, inocente e bem-intencionada, mas, sim, a capacidade do inimigo de enganar.
Não se deixe levar pela vaidade. Dar a alguém a glória da ajuda que recebeu é tudo o que Satanás deseja que você faça. Não é pequeno o número de pessoas que se deixa conduzir por esse engano. Às vezes, o pregador chega ao limite, pedindo uma oferta para a obra de Deus, mas pouco consegue. No entanto, se ele contar que está passando por alguma necessidade, haverá aqueles que lhe darão mais do que ofertaram ao Senhor.
Os idólatras, os que trocam o Altíssimo por um artifício qualquer ou por um pregador, provam que não servem a Deus. Agora, os que confiam somente no Senhor são bem-sucedidos. Estes possuirão a terra das promessas do Senhor. Veja, se você tem feito de alguém o seu ídolo, peça perdão a Deus e se livre da culpa, a qual é uma vitória do inferno em sua vida.

Os que chegaram a conhecer o Evangelho e aceitaram Jesus como Salvador tornaram-se bem-aventurados, pois passaram da morte para a vida (Jo 15.24), nasceram de novo e se fizeram cidadãos do Reino dos Céus. Eles herdarão o santo monte das profecias e as declarações que Deus fez em toda a Bíblia. Para eles, a benevolência divina estará sempre estendida.

Não caia no erro de trocar o Senhor da Palavra por aquele que Ele usou para entregá-la. Deixe os porta-vozes do Altíssimo serem somente Seus instrumentos.

Em Cristo, com amor,
R. R. Soares

%d blogueiros gostam disto: